terça-feira, 9 de agosto de 2011

Sinto que estou te perdendo. [Parte 2]




Sabe o que eu notei? Você está distante e cada vez mais distante de mim. Talvez por culpa minha, ou sua, ou de ambas as partes. Não é de hoje que venho percebendo isso, o caminho foi lento. Nossas idéias não batiam mais, meus assuntos não te interessavam, minhas piadas perderam a graça e começaram a ser tratadas com ignorância. Sabia que dói? Tentar te fazer sorrir e ganhar uma patada com isso. É... depois de tantas coisas acontecerem eu cheguei a desistir de você. Não me entenda mal, eu não te abandonei, apenas desisti de ficar repetindo as mesmas coisas em vão. Minhas palavras de apoio eram inúteis, meu ombro não serve mais pra te consolar e eu comecei a perceber que talvez voce não confiasse mais em mim. Sei que estou errada, sei que você confia e só quer me poupar dos seus problemas, mas não adianta. Acredite, não tente poupar as pessoas, eu sei como é, já tentei fazer isso. Você recusa meu abraço, quando ele é a única coisa que tenho à te oferecer. Não te faço mais sorrir, não sou mais seu apoio e isso dói. Não to sendo insensível, eu sei dos seus problemas, e o pior, tenho um ódio mortal de quem lhe causou tal dor. Mas o fato é que eu também tive problemas, eu também precisei de um colo e você não me ofereceu. Ingratidão a minha talvez, você também precisava de um colo mas não quis minha ajuda e eu... bom, eu precisei. Mas como pedir um colo, um apoio à quem se encontra distante e recusando MEU apoio? Eu sei que é dificil saber de tudo isso e acredite, , dói ter que fazer você perceber.
Eu tenho muito medo de te perder por esse motivo. Por causa da sua dor, que já fez você perder taaanta coisa! Eu quero seu sorriso de volta, quero nossas conversas de volta, o tempo que a gente se olhava e simplesmente sorria. Quando foi que isso se perdeu? Eu sei que não é fácil e eu não sou voce, eu não sinto sua dor...
Eu vou estar sempre ao seu lado, e eu quero muito a sua felicidade e me dói, ver que nada do que eu faça ou diga mude, nem por um único segundo, um instante...
Eu errei muito com você, tenho noção disso, mas não foi por querer, eu me importo. Você sabe que sim. Mas agora eu não queria que outras pessoas fossem culpadas por algo que vem acontecendo à algum tempo.
Eu estou tentando, me empenhando da maneira que posso, ainda estarei lhe oferecendo o meu abraço. Me ajude à recuperar, o que de alguma forma se perdeu, porque empenho só de um lado, uma hora, cansa e eu não quero desistir. Eu te amo, e nunca vou te abandonar.

Beijos, Dani :*

Um comentário:

  1. Ótimo texto e parece ser bem autêntico *__*

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião e ajude a melhorar o blog :]